REVIEW: Army of Two

Olá fags!

Depois de anos sem escrever nada, volto parcialmente as atividades.

Farei review de Army of Two, um jogo de MACHO. Muito tiro, tiro, sangue, tiro e um parceiro. WTF? Um parceiro? Heck yeah, e é uma boa idéia. Vamos começar então.

HARDCORE [+]

  • Aggro: imaginem stealth. Sem stealth. É mais ou menos isso a premissa do Aggro. É assim ó: tu tem aquele teu parceiro que fica atirando igual um louco. Aí ele começa meio que a brilhar. Sendo assim, tem um cara atirando brilhando em vermelho. Óbvio que ele chama atenção. Todo mundo atirará nele agora. E não em você. Taí, stealth sem stealth.
  • Parceiro: tem um maluco que brilha. A idéia ideia é legal e funciona. Tem até umas interações com o parceiro. Tipo, tocar air guitar com uma arma ou virar um soco na cara do puto.
  • História: EU GOSTO de histórias clichês, onde o americano salva todo mundo e explode os cabeças-de-trapo árabes. É legal e previsível. AWESOME.
  • Back to Back: é um modo que aparece de vez em quando que tu consegue atirar nos árabes da costas com o outro. É meio difícil de entender e não faz o menor sentido (o tempo corre lentamente, os árabes perdem toda a capacidade quase inexistente de mirar, e tu tem balas infinitas. Ah, melhor, não são só balas infinitas. São balas que se auto-recarregam. WTF). Mas é legal.
  • Multiplayer:  jogar de dois é altamente stylish e vale a pena. É um modo legal de matar árabes com amigos. Ponto negativo positivo.
  • Armas: dá pra obter um nível de personalização legal de armas. Dá pra melhorar armaduras, pimpar embaianar embelezar armas e etc. É “legal”, mas não é um feature que faz desse jogo um “must-buy”.
Você e teu parceiro fazendo back to back. Que cuticuti.

Você e teu parceiro fazendo back to back. Que catito.

HUGE FAIL [-]

  • Os gráficos: bem ruinzinhos. Tem umas texturas porcas e que de vez em quando não aparecem. Bem feio. Shame on you EA.
  • A incapacidade de você morrer: sempre tem o seu parceiro “médico do Einstein wannabe” pra te ajudar. E como os árabes são retardados, eles deixam você curar o maluco, executar uma traqueostomia, inserir implantes de silicone, etc.
  • História: pra mim não é fail, mas pra maioria de vocês será. Tem o “american guy marine of freedom democracy and apple pie” (que pra mim é um personagem bem legal) que mata todo mundo sem muitas dificuldades.

—————————————————————————————————————————————————-

Trailerzim:

—————————————————————————————————————————————————-

Conclusões Finais:

Fato que é um jogo decente mas não é um Gears of War. É divertido, dá pra passar o tempo, mas se você não tem muito dinheiro pra desembolsar com jogos (igual meu amigo @runningbaka e o @bruno_123101) definitivamente not worth it.

NOTA FINAL: 8,2

Irei jogar RagDoll Kung Fu agora, já que tá de grátis na PSN. Abraços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: