REVIEW: Army of Two

Olá fags!

Depois de anos sem escrever nada, volto parcialmente as atividades.

Farei review de Army of Two, um jogo de MACHO. Muito tiro, tiro, sangue, tiro e um parceiro. WTF? Um parceiro? Heck yeah, e é uma boa idéia. Vamos começar então.

HARDCORE [+]

  • Aggro: imaginem stealth. Sem stealth. É mais ou menos isso a premissa do Aggro. É assim ó: tu tem aquele teu parceiro que fica atirando igual um louco. Aí ele começa meio que a brilhar. Sendo assim, tem um cara atirando brilhando em vermelho. Óbvio que ele chama atenção. Todo mundo atirará nele agora. E não em você. Taí, stealth sem stealth.
  • Parceiro: tem um maluco que brilha. A idéia ideia é legal e funciona. Tem até umas interações com o parceiro. Tipo, tocar air guitar com uma arma ou virar um soco na cara do puto.
  • História: EU GOSTO de histórias clichês, onde o americano salva todo mundo e explode os cabeças-de-trapo árabes. É legal e previsível. AWESOME.
  • Back to Back: é um modo que aparece de vez em quando que tu consegue atirar nos árabes da costas com o outro. É meio difícil de entender e não faz o menor sentido (o tempo corre lentamente, os árabes perdem toda a capacidade quase inexistente de mirar, e tu tem balas infinitas. Ah, melhor, não são só balas infinitas. São balas que se auto-recarregam. WTF). Mas é legal.
  • Multiplayer:  jogar de dois é altamente stylish e vale a pena. É um modo legal de matar árabes com amigos. Ponto negativo positivo.
  • Armas: dá pra obter um nível de personalização legal de armas. Dá pra melhorar armaduras, pimpar embaianar embelezar armas e etc. É “legal”, mas não é um feature que faz desse jogo um “must-buy”.
Você e teu parceiro fazendo back to back. Que cuticuti.

Você e teu parceiro fazendo back to back. Que catito.

HUGE FAIL [-]

  • Os gráficos: bem ruinzinhos. Tem umas texturas porcas e que de vez em quando não aparecem. Bem feio. Shame on you EA.
  • A incapacidade de você morrer: sempre tem o seu parceiro “médico do Einstein wannabe” pra te ajudar. E como os árabes são retardados, eles deixam você curar o maluco, executar uma traqueostomia, inserir implantes de silicone, etc.
  • História: pra mim não é fail, mas pra maioria de vocês será. Tem o “american guy marine of freedom democracy and apple pie” (que pra mim é um personagem bem legal) que mata todo mundo sem muitas dificuldades.

—————————————————————————————————————————————————-

Trailerzim:

—————————————————————————————————————————————————-

Conclusões Finais:

Fato que é um jogo decente mas não é um Gears of War. É divertido, dá pra passar o tempo, mas se você não tem muito dinheiro pra desembolsar com jogos (igual meu amigo @runningbaka e o @bruno_123101) definitivamente not worth it.

NOTA FINAL: 8,2

Irei jogar RagDoll Kung Fu agora, já que tá de grátis na PSN. Abraços!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: